teste

André Valadão desmente venda da Rede Super

xandre-valadao-300x200_jpg_pagespeed_ic_f9GAYQRvJ2A notícia de que a Rede Super de Televisão estava sendo vendida para outros pastores foi desmentida pelo pastor André Valadão, presidente da emissora ligada à Igreja Batista da Lagoinha.

A informação foi postada nesta quinta-feira (28) pelo jornalista Lauro Jardim, da Veja, em um texto que falava sobre a venda de 22 horas da programação pelo valor de R$ 500.000,00.

Em seu Facebook André Valadão afirmou que a informação é infundada e que o jornalista mentiu ao falar sobre a venda da programação e também por falar que a emissora é comandada pelo ministério Diante do Trono.

“Novamente este Lauro Jardim mentiu! Escreveu mais um relato mentiroso e sem fundamento! Mais uma ‘estória’ deste chamado repórter que está mais para ‘Alice no país das maravilhas’ do que o real do dia a dia. Não, a Rede Super não está à venda. Não, ela não é comandada pelo Diante do Trono. Gente, não acreditem em tudo que vocês leem por aí! Lamentável.”

Em seguida o site da Rede Super divulgou uma nota reafirmando que continuará com a sua programação. “Lamentamos a divulgação dessa inverdade e reafirmamos o compromisso de trabalhar para produzir e difundir conteúdo cristão que contribua para a transformação da sociedade”, diz a nota da empresa.

A Rede Super de Televisão foi fundada em 1997 e pertence a Igreja Batista da Lagoinha, o conteúdo do canal é totalmente cristão e traz programas de entretenimento para crianças e adultos, além de exibir os cultos da igreja.

O pastor Márcio Valadão é o proprietário do canal, e André Valadão é o atual presidente da empresa onde também comanda um programa. Com sinal forte em Belo Horizonte, onde está sediada, a emissora também tem retransmissoras em 12 estados brasileiros e duas afiliadas.

André Valadão desmente venda da Rede Super

xandre-valadao-300x200_jpg_pagespeed_ic_f9GAYQRvJ2A notícia de que a Rede Super de Televisão estava sendo vendida para outros pastores foi desmentida pelo pastor André Valadão, presidente da emissora ligada à Igreja Batista da Lagoinha.

A informação foi postada nesta quinta-feira (28) pelo jornalista Lauro Jardim, da Veja, em um texto que falava sobre a venda de 22 horas da programação pelo valor de R$ 500.000,00.

Em seu Facebook André Valadão afirmou que a informação é infundada e que o jornalista mentiu ao falar sobre a venda da programação e também por falar que a emissora é comandada pelo ministério Diante do Trono.

“Novamente este Lauro Jardim mentiu! Escreveu mais um relato mentiroso e sem fundamento! Mais uma ‘estória’ deste chamado repórter que está mais para ‘Alice no país das maravilhas’ do que o real do dia a dia. Não, a Rede Super não está à venda. Não, ela não é comandada pelo Diante do Trono. Gente, não acreditem em tudo que vocês leem por aí! Lamentável.”

Em seguida o site da Rede Super divulgou uma nota reafirmando que continuará com a sua programação. “Lamentamos a divulgação dessa inverdade e reafirmamos o compromisso de trabalhar para produzir e difundir conteúdo cristão que contribua para a transformação da sociedade”, diz a nota da empresa.

A Rede Super de Televisão foi fundada em 1997 e pertence a Igreja Batista da Lagoinha, o conteúdo do canal é totalmente cristão e traz programas de entretenimento para crianças e adultos, além de exibir os cultos da igreja.

O pastor Márcio Valadão é o proprietário do canal, e André Valadão é o atual presidente da empresa onde também comanda um programa. Com sinal forte em Belo Horizonte, onde está sediada, a emissora também tem retransmissoras em 12 estados brasileiros e duas afiliadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.