teste

Menina de 9 anos cria grupo de estudo bíblico para crianças: “Senti o mover de Deus”

Aos 9 anos de idade, a pequena Júlia Esther parecia já compreender a importância de estudar e compartilhar a Palavra de Deus com outras crianças.

Atualmente com 10 anos de idade, a garota criou em 2015, uma célula de estudo bíblico com crianças e um ano depois, teve a oportunidade de testemunhar sobre como esta iniciativa foi bem sucedida, aos participantes da Conferência Internacional de Evangelização da Igreja do Evangelho Quadrangular, em Belo Horizonte (MG).

Com muita espontaneidade, a criança relatou sobre como se sentiu tocada a criar o grupo de estudos e como Deus tem trabalhado sobre esta iniciativa.

“Vocês ficam assim: ‘Uma menina de 9 anos abrir uma célula? Meu Deus!’. É coisa de Deus, né? Quando eu sentia a movimentação de Deus para abrir esta célula, pensei assim: ‘Deus, não sou eu. Procura outro.’ Mas eu orei e isso continua a se movimentar no meu coração”, contou.

Júlia contou que procurou uma mulher mais velha para liderar o grupo, mas esta pessoa surpreendeu a garota com sua resposta.

“Cheguei na Kátia – minha atual vice-líder de, 32 anos – e disse assim: ‘Eu sou a vice-líder e você é a líder’. Ela me disse: ‘Não, você é a líder’. Eu, líder de uma célula?. Cheguei na pastora Dolores e falei que queria abrir uma célula”, acrescentou.

A garota contou que sua pastora também se surpreendeu com sua declaração, mas permitiu que a célula fosse criada. Desde então, o grupo começou a crescer.

“A célula começou com seis e eu pensei assim: ‘esse trem não vai andar’. Mas aí começou: sete, oito, nove, passou para os 20, 30, 32”, contou.

“Graças a Deus, hoje eu estou aqui, pregando. Nós estamos pensando em multiplicar. Aleluia!”, acrescentou.

Muitas declarações de apoio furam publicadas no vídeo de se testemunho no Facebook e ela respondeu, afirmando que se sente grata por ser usada por Deus.

“Eu só tenho realmente que agradecer a Deus por ter me usado tanto para a Sua honra e glória, porque se não fosse por Ele nada falado lá [testemunho] iria passar de palavras. Graças a Ele, eu tive a oportunidade de pregar em outras igrejas e por isso eu tenho que agradecer a Ele!”, comentou a garota.

Os pais da garota também expressaram seu orgulho por ver a filha tão jovem já engajada em compartilhar a mensagem do Evangelho.

“Obrigada, meu Deus por esses dois anos de vitórias e por tudo que o Senhor tem feito na vida daquelas crianças. Peço ao Senhor q continue fortalecendo a Júlia é a Kátia [vice-líder], dando elas sabedoria para continuarem firmes e ganhando almas para Jesus!! Parabéns a todo o núcleo da célula ‘Amigo de Deus!”, escreveu Adriana Alves, mãe de Júlia ao compartilhar algumas que relembravam a primeira reunião do grupo.

FONTE: GUIAME

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *