teste

Mensagem da Célula IBN 05-08-2018

                                CHAMADOS A PRODUZIR FRUTOS

 

Texto Básico: Mc 4:14-20      

 

       Na nossa caminhada cristã vamos encontrar pessoas que ouvem a Palavra e não entendem nada do que foi dito; outras que recebem a Palavra com alegria; pessoas que estão no início da sua caminhada cristã e outras que estão aprendendo, mas ainda não atingiram a maturidade cristã. Como filhos de Deus, somos chamados a manifestar a vida do Nosso Senhor Jesus, a produzir frutos.

 

       O Capitulo 4 do evangelho segundo Marcos diz que Jesus começou a ensinar junto ao mar e que uma grande multidão ajuntou-se a Ele. E Ele vai para um barco, e começa a ensinar dizendo que o semeador saiu a semear. E a semente caiu em terrenos diferentes:

  • Uma parte caiu junto ao caminho e as aves a comeram.
  • Outra caiu em local cheio de pedras; nasceu, porém não conseguiu evoluir porque não teve raiz;
  • Outra caiu entre espinhos. Semente foi germinada, cresceu, mas os espinhos também cresceram juntos sufocando-a e não deu frutos;
  • Uma porção caiu em terra boa, nasceu, germinou, cresceu e deu fruto.

 

       O primeiro solo: solo duro, pisoteado. A porção que caiu na beira do caminho são aquelas que o Senhor não encontrou uma terra fofa, mas dura, pisoteada pelas pessoas que caminhavam no local, seus transeuntes. Esse solo é comparado como um coração endurecido para ouvir o ensino do Senhor, um coração de incredulidade.

 

       Segundo solo: solo pedregoso. Os que recebem sobre pedregais são aqueles que ouvem a palavra, recebem com alegria, mas a sua fé é temporária, não têm raiz em si mesmos, quando vem a tribulação ou perseguição por causa da palavra, logo se escandalizam.

 

       Terceiro solo: solo espinhoso. Os que recebem entre os espinhos, ouvem a palavra, mas os cuidados desse mundo, os enganos das riquezas, as ambições de outras coisas, entrando, sufocam a palavra e fica infrutífera, não há frutos.

 

       Quarto solo: solo fértil. São os que ouvem e guardam a Palavra de Deus em seus corações. Como está em Provérbios 7:1 “Filho meu, guarda as minhas palavras e esconde dentro de ti os meus mandamentos.” Salmos 119:11 “Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.”

Esses são os quatro tipos de solo ou de coração na qual é semeado a Palavra de Deus.

 

       Quando olho para os solos: o pedregoso e o espinhoso, eu não sei dizer qual o estágio pior: se é ser um cristão superficial ou ser um cristão cuidadoso com os prazeres desta vida. E é sobre o versículo 18 que vamos refletir acerca do solo espinhoso.

       “Os cuidados são ansiedades e preocupações relativas ao interesse desta presente era.” (COMENTÁRIO BÍBLICO MOODY)

       Em Mt 6:24-34 o Senhor Jesus nos fala de forma radical acerca da ansiedade, dos cuidados com o mundo.

       Os espinhos representam a ansiedade desta vida e o engano das riquezas que impedem a palavra de crescer no coração e a torna infrutífera.

       Os cuidados e as preocupações com as coisas relativas ao presente tem feito com que muitos ouvem a palavra, mas não dão frutos.   

       Muitos cristãos encontram-se nessa posição: ouvem a palavra, recebem a semente, vem aos cultos, louvam, mas não conseguem ir além.

       No A.T. o povo de Deus no Egito, estava preso aos afazeres e da pesada carga do trabalho, é quando Moisés é levantado por Deus para libertar o povo da escravidão do Egito (Êx 6). Mas no versículo 9 vemos que o povo não deu ouvido a Moisés por causa da ânsia do espírito e da dura servidão (Êx 6:9). Isso nos fala da ansiedade, nos fala do poder escravizador do mundo. Quantas pessoas estão tornando escravos do trabalho em busca de crescimento, sempre em querer mais? Vocês já deram conta o quanto o nosso tempo de dedicação ao Senhor (devocional, oração, estudo da palavra) tem se condicionando com os afazeres, com os prazeres desta vida? A questão é: não é o tempo de caminhada cristã, mas a palavra tem frutificado na sua vida durante a sua caminhada cristã? Ouve a Palavra, mas não permite que ela gere mudanças e produza frutos.

    É no nosso relacionamento com Deus, no relacionamento com o próximo que refletimos, demonstramos os frutos. É por meio das relações do dia a dia que demonstramos os frutos do caráter de Cristo. É por meio das relações com Deus, com o próximo demonstramos se realmente estamos produzidos frutos. Ler1Jo 2:15-17  

       A vida cristã é comparada como uma plantação do Senhor que dá muito fruto. Sl 1:1-3.  Assim, também em Jo 15, quando o Senhor Jesus nos ensina que o Pai é o lavrador, Ele a videira e nós os ramos. Ler Jo 15:1-4

 

Qual o perigo de termos um coração cuidadoso com as coisas do mundo?

  • Corremos o risco de tirar do nosso coração a centralidade do SENHOR na nossa vida, deixando de buscar o interesse do SENHOR e buscamos o nosso.

 

  • Não produziremos frutos devido a prioridade do coração não está no Senhor e cuja vida não está rendida ao Senhor.

      

O que precisamos fazer para que possamos ser frutíferos durante a nossa caminhada cristã?

  • Demonstrar amor a Deus, porque vivemos para Ele e não para nós. Jesus disse: “Amarás o Senhor teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.” (Mt 22:37)

 

  • Estar apercebido, vigiando, porque nem tudo o que brilha neste mundo é ouro, ou seja, nem tudo que vem para nós é do alto. Se algo que parece ser bom, mas torna-se instrumento de impedimento para o crescimento na vida cristã é uma tentação e não benção; A prosperidade é benção? É, deste que não sufoque a Palavra.

 

  • Deleitar no SENHOR e não na obra do SENHOR.

 

  • Deixar que o Espirito Santo produza o caráter de Cristo em nós. O fruto do Espírito. Gálatas 5:22-23 diz: “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio…”

 

  • Crer que em Cristo há a tão grande salvação

       Tudo o que podemos desfrutar hoje em Cristo, nos foi dado, conquistado por Ele naquela Cruz há dois mil anos. No momento que Jesus se entregou por nós naquela Cruz, a vida de Deus foi derramada para dentro de nós. O SENHOR deseja que seus filhos e filhas sejam frutíferos. Fomos resgatados pelo precioso Sangue do Cordeiro, JESUS CRISTO, 1Pe 1:18-19.

 

       O SENHOR para nos ter de volta, nos comprou com o seu sangue. Não importa o seu pecado, o Sangue de cristo é poderoso para te salvar da condenação eterna; o Sangue de Cristo é poderoso para te libertar de qualquer opressão, de qualquer obra maligna.

 

       Não deixe que a Palavra de Deus ao cair no seu coração encontre uma terra cheia de espinhos, uma terra sufocada pelos afazeres do mundo, mas encontre uma terra boa para gerar transformação, produzir frutos e responder conforme a vontade do Pai Celestial.

Por Jusci

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.