teste

Mensagem da Célula IBN 10/03/2019


COMO CASA DE DEUS, SOMOS CONVOCADOS A VIVER A VIDA NO ESPIRITO!

Texto básico: 1 Coríntios 3.16-17

Introdução:
A Sagrada Escritura nos revela que somos santuário, templo de Deus, a Casa de Deus. No Livro de Êxodo 25 inicia-se um dos maiores assuntos sobre a Casa de Deus. Os detalhes da construção do tabernáculo seriam um padrão temporal, daquilo que Deus faria um dia permanentemente por meio de Jesus Cristo. Tudo o que vemos no livro de Êxodo acerca da edificação do Tabernáculo é uma figura da edificação da Igreja, tendo Cristo como o seu conteúdo. Jesus reconcilia o homem com Deus e faz desse homem rebelde e pecador, um ser espiritual para que pudesse conter Deus, recebendo o imenso amor de Deus e corresponder a ELE. Assim, o Espírito Santo veio morar em nós. Ele não somente nos capacita a servir ao SENHOR, como também reproduz uma biografia Santa do Nosso Senhor Jesus.

Discussão
– O que significa dizer que somos casa de Deus?
(1 Co 6:19)

– Porque viver uma vida no espírito e não na carne?
(incentive a “discussão” dessa pergunta)

Desenvolvimento:
Como casa de Deus, somos convocados a viver a vida no espírito. Nós temos razões para vivermos a vida no espírito:

● Como casa de Deus, Templo do Senhor, nós estamos unidos a ELE. (1 Co 6:17);

● Não somos carnais. Embora tendo esse corpo corruptível, somos espirituais, pois o nosso espírito foi vivificado. Deus reside em nós. Somos templo do Espírito Santo. (1 Coríntios 3.16);

● Somos filhos de Deus, nascemos do Espírito. Agora podemos ter comunhão com Deus, sermos guiados por Ele no espírito, adorá-lo em espírito. (Jo 4:23-24);

● Como filhos de Deus, nascido do Espírito, nos fala também da vida no Espírito. E essa vida se movimenta dentro de nós. Em Gálatas 2:20, a nossa experiência como filho de Deus, como servo do Senhor é esta vida de Cristo dentro nós. E ao entendermos que Cristo está vivendo dentro de mim, eu começo sentir fome da Sua Palavra, eu começo sentir vontade cada vez mais em estar aos pés do Senhor, para contempla-lo, adorá-lo; eu passo a orar não como encargo de consciência, mais porque é prazeroso estar com a Sua Companhia.
Filipenses 1:21, Paulo diz: “Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho.”
Cristo é o meu viver. É quando alguém olha para você e vê Cristo sendo manifestado nas suas ações, seja no âmbito familiar ou profissional, na sua relação com os irmãos; nas suas palavras, nas suas atitudes diante das tomadas de decisões; e essa comunicação, quer seja verbal ou não, nossa vida deve transmitir a vida de Cristo; Cristo é o meu viver.

● Como casa de Deus, não tenha atitudes das virgens néscias (Mt 25:1-13). Porque é uma loucura o cristão desprezar a Palavra de Deus. É uma loucura escutar a Palavra de Deus, e o cristão ficar insensível ao Espírito Santo.

● Como casa de Deus, devemos estar atentos a vida no espírito. Vida no espírito não é pular, gritar, ser levado pelas emoções dos louvores. Não é só olhar de onde Deus nos tirou, mas ver o que Deus está fazendo em nós por meio de Jesus Cristo. Pois grande é a obra do SENHOR!

“vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus, por Jesus Cristo.” (1Pe 2:5)

Aplicação
Viver uma vida no espírito não apenas uma obrigação, mas a oportunidade que temos para viver o melhor de Deus nessa vida. Buscar o prazer de se viver uma vida no espírito é a chave para viver uma vida cristã abundante.

Avisos:
– Aulas de maturidade, liderança e pós-liderança domingo as 08:30 horas
– Estão abertas as inscrições para o Seminário Teológico Evangélico de Mato Grosso – STEMAT:
1) aulas aos sábados das 15h às 18h, por um trimestre, e a jornada teológica no final do trimestre;
2) investimento por módulo no valor de 3 x R$ 115,00;
3) mais informações com os pastores Alexandre e Altemar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.