teste

MPE pede bloqueio de bens de prefeito e ex-secretário de Tangará da Serra

O Ministério Público Estadual (MPE) ingressou com uma ação civil pública para bloquear os bens do prefeito de Tangará da Serra, Fábio Martins Junqueira (MDB) e do ex-secretário de saúde do município, Itamar Martins Bonfim.

Conforme a denúncia protocolada no dia 18 de março pela promotora de Justiça, Fabiana da Costa Silva Vieira, Itamar recebeu indevidamente, o valor de R$ 372,7 mil por acumular dois salários, um como servidor efetivo do Estado de Mato Grosso e outro como secretário municipal.

O MP ainda cita, que o pedido de cadência foi aprovado com ônus ao órgão cedente, ou seja, a Secretaria de Saúde de Tangará da Serra. E Itamar não realizou o reembolso das remunerações recebias indevidamente quando notificado para realizar a devolução ao Estado. “Informou que devido à demora da SES em publicar a cedência, este município efetuou os pagamentos integralmente ao servidor cedido (Ofício nº 204/SMS/2017, fl. 137)”, destaca.

De acordo com o órgão fiscalizador, os dois tinham amplo conhecimento das condições impostas na Lei, tanto que o servidor veio exercer o cargo de Secretário Municipal de Saúde mesmo sem autorização do Estado. Procurado pela Band FM,  o ex-secretário, Itamar Bonfim,  optou em não se pronunciar sobre o caso. Declarou que deverá se manifestar oficialmente, em outra oportunidade.

Fonte: bandfm

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.